Pele depois dos 25 anos !!

Olá queridos !!!

Confesso que depois que fiz 25 anos minha preocupação com a pele triplicou. Nunca fui de ficar horas exposta ao sol, muito menos deixar de me proteger, mas como toda garota, adorava ter as pernas bronzeadas e, ficar com aquele ‘ar’ de saúde, me encantava… Porém tudo ficou no passado… rs !!!

Engraçado esse lance de idade, né !? Eu, quando fiz exatos 25 anos, lí uma matéria onde a Médica explicava que depois desta idade tudo começava a cair… e que qualquer mancha ou marquinha seria dificilmente retirada se a pessoa continuasse sem se cuidar e não abandonasse, de vez, o sol. Foi aí que meu romance com o verão acabou…

Nunca gostei de marca de biquíni, nunca mesmo. Não acho chique e muito menos sensual… pelo contrário. Por isso, quando vou a praia ou a piscina, luto para não ter marcas pelo corpo e fujo da exposição direta ao sol. Pareço ‘a louca’ do chapéu !! rs…

Comecei a perceber manchinhas (leves) no nariz, algumas pintinhas no ombro e fiquei tensa… tão tensa que marquei uma consulta com a Dermato e nunca mais larguei meus ácidos, cremes, silicones e colágenos… Por isso, quando ví esta matéria, me identifiquei e vim ‘correndo’ compartilhar com vocês pra que fiquem por dentro das mudanças da nossa pele e, claro, algumas soluções para os probleminhas.

O importante – e é uma dica que dou pra todas minhas amigas, sempre – FUJA DO SOL !! 
Acho bonito o tom bronzeado da pele (Leia-se: sem marquinha de biquini), mas hoje em dia, conseguimos esse tom de outras maneiras que não necessitam do sol.
O Sol envelhece, enruga, mancha, fere, causa doenças… Enfim, corra da exposição direta ao sol. #ficaadica 

Bom, vamos ao que interessa. Quer entender um pouco das mudanças da nossa pele e ficar pro dentro de soluções para essas alterações ??
Vem ver:

1 – Alteração da textura da pele

Com o tempo, a superfície da cútis pode ficar com a capacidade de hidratação prejudicada, o que também afeta seu brilho e vitalidade. Quando isso acontece, as peles morenas ou oleosas tendem a ficar mais espessas, enquanto as peles mais claras ou secas tornam-se mais finas.
Esse sinal de envelhecimento exige uma mudança nos hábitos alimentares, uma vez que a pele está pedindo que o organismo fique mais saudável. Incorporar mais frutas, legumes e verduras, consumir mais água e largar o cigarro são algumas das orientações primordiais para agir contra a alteração.

Solução: A hidratação diária com cremes à base de vitamina C, silício orgânico e ácido hialurônico é indicada. Quem optar por visitar uma clínica estética, pode se submeter ao peeling de cristal, ultrassônico ou químico, que renovará e revitalizará o tecido.

2 – Manchas escuras

As manchas, que também dão um aspecto mais velho à pessoa, aparecem pela exposição ao sol e também por alterações hormonais, como é o caso das gestantes e dos idosos.

Solução: Para tratá-las são aconselháveis os peelings clareadores de clínicas de estética, porém, algumas fórmulas também são bastante úteis para serem utilizadas em casa, como os ácidos glicólico, retinoico, kójico e fítico.

3 – Rugas e marcas de expressão

A perda de colágeno ocasiona a aparição de marcas de expressão na forma de pés de galinha e bigode chinês. Fatores externos como estresse, alimentação desregrada, tabagismo e exposição ao sol são responsáveis por agravar as rugas.

Solução: Formulações com vitamina C, E, silício orgânico, licopeno e resveratrol podem amenizá-las.

Dica para determinadas áreas: Na área dos olhos, o aconselhável é submeter-se a um tratamento à base de ácido hialurônico chamado Skin booster. Já nos cantos da boca, pede exposição a lasers de CO2 ou Erbium, além de preenchimentos com ácido hialurônico.

4 – Perda do contorno facial

A redução natural do colágeno e da elastina é responsável pela perda da capacidade de sustentação do rosto. Essa disfunção deixa sinais de flacidez, fazendo com que o contorno linear facial também seja prejudicado.

Solução: Em alguns casos, fica difícil delimitar a transição entre o rosto e o pescoço, o que pede a utilização de radiofrequência fracionada. O ácido polilático também pode agir contra o problema, já que estimula a produção de colágeno.

5 – Perda de volume facial

Com o envelhecimento, até mesmo a gordura de sustentação do rosto é perdida, o que acaba resultando em áreas encovadas na bochecha, têmporas e região dos olhos.

Solução: Para tratar, a resposta está nos estimuladores de colágeno e de ácido polilático, embora preenchimentos com ácido hialurônico de alta densidade também ofereçam resultado.

Bom, o importante é ir ao Dermatologista pra que você tenha acesso a novos produtos e soluções e, claro, nunca deixe de usar o filtro solar.

Farei um post mostrando um pouquinho a rotina da minha pele. Fique de olho !!

Beijinhos, Mari.

 

Fonte: GNT. 


Add Your Comment

*